sexta-feira, 19 de maio de 2017

Para quando?

O anterior ecoponto, manifestamente insuficiente para o aumento exponencial do volume de detritos que estão a ser produzidos na área do Príncipe Real, foi substituído por um novo sistema com mais capacidade e maior número de recipientes:

Só que, como as imagens documentam, o novo ecoponto continua fechado!
Já há mais de um mês que a obra foi concluída mas os utentes tem de continuar a despejar os seus vidros, plásticos e cartões nuns contentores móveis, colocados em extremos opostos do passeio Leste do jardim:

 Porque o novo ecoponto continua por inaugurar.  Porquê esta demora?



Durante a abertura dos roços, largos e profundos, para colocação dos contentores, operação que decorreu a menos de 50 metros do Plátano, árvore classificada, e que não foi acompanhada pelo ICNF, como manda a lei, observou-se o corte de raízes, o que não augura nada de bom para as árvores e plantas atingidas.



quinta-feira, 4 de maio de 2017

Protegido?

O "Cedro do Buçaco", um dos ícones do Jardim, tem sido vítima de diversos vandalismos o último dos quais foi um incêndio que carbonizou parte do tronco da árvore.
Após mais esse triste e gravíssimo episódio, a Junta da Freguesia da Misericórdia, JFM, colocou duas placas, presas à estrutura metálica de suporte, com aviso de proibição de subida à árvore. As primeiras placas, duraram pouco tempo, tendo sido substituídas, pela JFM, por outras duas placas idênticas, que também desapareceram.
Impedir actos de vandalismo, propositados ou negligentes, através da mera afixação dessas placas é manifestamente insuficiente, mas sempre é melhor do que nada ter que avise os potenciais abusadores para o facto de não deverem trepar à árvore.
 Mas é isso que agora acontece: há semanas que os avisos desapareceram e não foram substituídos por outros semelhantes ou por outras medidas de prevenção e protecção da árvore.



À atenção da JFM